Cães e criaturas da floresta raramente desenvolvem amizades- Mas coisas estranhas tem acontecido.



Um cachorro uivando no sertão à noite pode indicar que eles encurralaram um animal selvagem, mas são incapazes de chegar perto o suficiente para acabar com a matança. Essas presas noturnas geralmente são guaxinins e gambás, e os cães fazem de tudo para caçar esses animais da floresta.

Às vezes, na natureza ocorrem incidentes inacreditáveis ​​e, neste caso, é o desenvolvimento de uma relação entre predador e presa, apropriadamente representada aqui pela amizade entre Poncho, o bebê gambá, e Hantu, o pastor alemão branco.

Ver postagem em imgur.com

Quando Poncho era apenas um pequeno gambá bebê, um carro atropelou e matou sua mãe e ele foi deixado para morrer na beira da estrada ou na estrada. Felizmente, ele foi encontrado por humanos que o adotaram e lhe deram a assistência veterinária necessária para ajudá-lo a se tornar um gambá adulto saudável.

No entanto, Poncho ainda não tinha mãe. Foi nessa época que Hantu entrou em cena. Sem nenhum filhote, Hantu assumiu Poncho como seu filhote marsupial, e eles rapidamente se tornaram inseparáveis.

No vídeo abaixo, você pode assistir a toda a progressão da vida de Poncho, desde um bebê pequeno até um adulto quase totalmente crescido. Ele é bastante fofo pendurado nas costas de Hantu, especialmente nos últimos segundos do vídeo.